Como Aumentar a sua Riqueza

Aumentar a sua Riqueza

Gastar ou investir o seu dinheiro pode ter impacto no seu património líquido.

Muitos de vós estão familiarizados com a fórmula do património líquido: Ativo – Passivo = Património Líquido.

Por outras palavras, a diferença entre o que possui e o que deve, resulta no que realmente é seu.

No entanto, a sabedoria convencional nem sempre é a melhor. O que quero dizer com isto é que, só porque algo é normalmente considerado como um ativo, isso não significa que vai ajudar a aumentar a sua riqueza.

Aqui ficam alguns exemplos:

  1. A sua casa. E​mbora seja geralmente considerado um ativo, e para alguns, um investimento, a sua casa também pode fazer com que perca dinheiro. As casas precisam de manutenção, seguros, pagar impostos e, muitas, ainda tem o crédito habitação associado. Além disso, a sua casa não produz nenhum rendimento. Também não existe nenhuma garantia de que a sua casa irá valorizar (até pelo contrário, o mais provável será desvalorizar). 
  2. O seu carro. Deixe-me ser franco sobre este assunto. Os nossos carros são um ativo de puro desperdício. O carro vai desvalorizando ao longo do tempo e, em muitos casos, acaba por custar mais do que aquilo que deu por ele. Créditos automóveis à parte, o seu carro irá precisar de pagar impostos, seguro, combustível e manutenção. Assim como a sua casa, o seu carro não produz nenhum rendimento.
  3. As suas coisas. Incluem móveis, eletrodomésticos, brinquedos, etc. Na maioria das vezes, este tipo de objetos não valoriza com o tempo. Assim como os outros dois exemplos que acabámos de apresentar, as suas coisas não produzem nenhum rendimento.

A única razão pela qual mencionei os exemplos de cima é, simplesmente, para incentivá-lo a considerar ativos reais, principalmente se o seu objetivo for criar riqueza. Os ativos reais valorizam e podem gerar fluxo de caixa.

Aqui ficam alguns exemplo:

  1. Ações e obrigações. As ações representam a propriedade de uma empresa e fornecem fluxo de caixa, em alguns casos, através dos dividendos. As obrigações representam a dívida de uma empresa e fornecem fluxo de caixa através do pagamento de juros. Para além disso, pode possuir várias ações e obrigações com ETFs.
  2. Arrendamento de imóveis. Propriedades comerciais ou imóveis residenciais podem gerar fluxo de caixa quando estão a ser arrendados. 
  3. Negócio. P​ossuir uma empresa pode fornecer oportunidades para criar fluxo de caixa e vantagens fiscais através da dedução de despesas. Para além disso, as empresas que conseguem gerar lucros, para além dos ganhos com o fluxo de caixa, também podem gerar ganhos através da sua venda. 
  4. Formação. A educação através da universidade, experiência no exterior ou formações específicas irão aumentar o seu conhecimento e capacidade profissional, levando a promoções e/ou aumentos salariais. 

Ao concentrar-se em ativos reais, aqueles que oferecem a possibilidade de valorizar e gerar fluxo de caixa, irá conseguir um impacto benéfico sobre o seu património e a sua riqueza.

Embora não seja uma coisa má, ter uma casa, carro e objetos pessoais, se o seu objetivo passa por aumentar a sua riqueza e o património líquido, considere antes focar-se nos considerados ativos reais.

Deixe uma resposta

(*) Required, Your email will not be published

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.